NOTÍCIAS

Um por todos e todos por um

Um por todos e todos por um

Talvez uma das reflexões mais interessantes da gestão contemporânea seja aquela denominada como "A armadilha do dia a dia" (The Activity Trap). Esta alertava sobre uma tendência que afetava algumas organizações e as tornava (e torna) menos eficientes: o risco de chegar a estar tão ocupado com a atividade diária, que se chega a esquecer o objetivo principal dessa atividade. Ou seja, a rotina diária fazia (e faz) com que os diretores e os colaboradores perdessem a noção de e para onde estavam a ir, do caminho em direção aos objetivos da empresa.

Esta "armadilha da atividade" foi um dos motivos que originou o aparecimento do conceito de direção por objetivos, por meio do qual todas as pessoas da empresa devem conhecer as grandes metas estratégicas e participar do seu êxito com o seu trabalho diário.

Neste contexto, a MAPFRE conta com uma ampla trajetória e experiência na gestão por objetivos, que foi uma base importante na história de êxito da empresa. Agora, a MAPFRE quer ir mais além e, por isso, em 2016, está a implementar um Plano de Direção por Objetivos a nível global, homogéneo em todas as regiões e países (utilizando uma mesma metodologia), para alinhar o trabalho de todas as pessoas da organização com os objetivos do Plano Estratégico do Grupo. Assim, pela primeira vez, todas as pessoas da MAPFRE vão dispor de um mesmo marco, que facilitará a nossa contribuição para as metas estratégicas globais.

A Direção por Objetivos integra-se ao Modelo de Avaliação do Desempenho como uma ferramenta para a gestão da direção e o desenvolvimento das pessoas, essencial para medir e avaliar os resultados do nosso trabalho e identificar linhas de melhoria. Desta forma, além de alinhar todos com o Plano Estratégico, contribui também para o crescimento profissional das pessoas da MAPFRE. Além disso, a Direção por Objetivos está relacionada com a  retribuição do colaborador.

Mas, como funciona o Plano de Direção por Objetivos? O ponto de partida é o Plano Estratégico da MAPFRE, que define as grandes metas, bem como as iniciativas e linhas estratégicas para alcançá-las. Uma vez concebido, a Direção por Objetivos é o processo pelo qual estas metas estratégicas são distribuídas, entre os objetivos das diferentes regiões, áreas, unidades de negócio e departamentos, chegando a ser parte também dos objetivos de cada colaborador. Desta forma, ao transferir o planeamento estratégico para o trabalho que cada um de nós realizar no dia a dia, conseguimos que todos possam contribuir para a execução dos objetivos estratégicos.

A infografia acima reflete a sequência deste processo, por meio das diferentes categorias de objetivos definidas pela MAPFRE. Aqui, é importante destacar duas coisas. Primeiro, a percentagem dos objetivos estratégicos e globais atribuída aos objetivos individuais variará em função do papel e do nível do cargo que cada pessoa ocupa na empresa. Em segundo lugar, há um fio condutor que une todas as categorias de objetivos, desde os individuais até os estratégicos e globais, e vice-versa. Ou seja, os objetivos individuais causam impacto nos do departamento, e estes, por sua vez, nos da área, e assim progressivamente, até os objetivos estratégicos e globais. E o mesmo ocorre no sentido contrário.

Desta forma, "com a Direção por Objetivos, conseguimos um modelo de avaliação da contribuição individual de cada colaborador para a Estratégia da MAPFRE. Se cumprirmos os nossos objetivos, será a nossa contribuição pessoal para o cumprimento dos Objetivos Estratégicos", destaca Fernando Mata, diretor-geral de Estratégia e Desenvolvimento da MAPFRE. Acrescenta ainda que "cada melhoria da MAPFRE na qualidade dos serviços, clientes novos, aumento da eficiência, melhoria na responsabilidade social… será consequência do nosso trabalho diário, alinhado com os objetivos".

A Direção por Objetivos conta com as seguintes fases. Uma vez definido o Plano Estratégico, os objetivos, iniciativas e metas, começa a implementação e a difusão dos objetivos no Grupo todo. De seguida, é feito um acompanhamento destes objetivos e, finalmente, a sua avaliação.

Nesta implementação, existem dois aspetos que são fundamentais para que a Direção por Objetivos seja efetiva:

  • Comunicação: obviamente, a direção por objetivos não funciona se os objetivos não são conhecidos. Por essa razão, uma vez que os objetivos e as iniciativas do Plano Estratégico tenham sido definidos, é necessário que estes sejam comunicados à organização de forma efetiva. Para conseguir isso, é importante impulsionar:
    • O Plano de Comunicação Interna da Estratégia: a missão é informar e envolver os funcionários em torno do Plano Estratégico, por meio de conteúdos específicos nos canais de comunicação interna do Grupo. O plano está a ser implementado a nível global, com ações dinâmicas e criativas (vídeos e infografias, entre outras) que facilitam a difusão e a compreensão das metas, iniciativas e linhas estratégicas.
    • A comunicação em cascata por intermédio de diretores e chefes: os diretores e chefes intermediários desempenham um papel fundamental para informar os colaboradores sobre os objetivos estratégicos e para transformá-los em objetivos operacionais e individuais. Além disso, devem realizar um trabalho de ajuda para orientar os membros da sua equipa no cumprimento dos seus objetivos individuais e operacionais (o que contribuirá, por sua vez, para alcançar os objetivos do departamento, da área e da MAPFRE).
  • Treino: a partir da Área Corporativa de Recursos Humanos foi implementado, de forma progressiva, um plano de treino específico para ajudar os avaliadores a transmitir os objetivos, indicadores e metas estratégicas da empresa a cada departamento. Este treino inclui ações presenciais para as chefias e de e-learning, bem como guias específicos sobre a metodologia e o uso da ferramenta tecnológica para realizar a avaliação do desempenho e designar os objetivos aos colaboradores.

O treino e a sensibilização deste processo para as chefias é uma "chave para o êxito", para que possa ser realizado com eficiência.

Assim, com comunicação e treino adequados, "a Direção por Objetivos é uma ferramenta muito útil para conhecer os objetivos estratégicos da MAPFRE na organização, alinhar os colaboradores em torno de si mesmos e, o mais importante, envolvê-los na estratégia", afirma Carlos Martínez, diretor de Gestão de Diretoria Executiva e Compensação da Área Corporativa de Recursos Humanos e responsável pelo Plano de Direção por Objetivos da MAPFRE.

Em suma, a implementação da Direção por Objetivos oferece muitas vantagens. Aproxima a estratégia ao nosso dia a dia e facilita o conhecimento do nosso nível de contribuição para alcançar as metas globais da empresa. Também nos ajuda a estar mais alinhados e unidos, ao fomentar a comunicação de diretores e responsáveis com as suas respetivas equipas.

Por sua vez, reforça a cultura do mérito e do esforço pessoal e coletivo, que sempre caracterizou a MAPFRE. Ao facilitar a definição de responsabilidades e avançar na avaliação de resultados, contribui também para o nosso desenvolvimento profissional na organização, além de ser uma fonte de motivação e compromisso. De um compromisso mútuo: todos nós tornamos a estratégia uma realidade, e a estratégia é um desafio diário para cada um de nós.