NOTÍCIAS

Eixos para o crescimento em 2017

Eixos para o crescimento em 2017

Acelerar a transformação digital, aprofundar a análise dos negócios menos rentáveis, potenciar a rede de distribuição e, ao mesmo tempo, procurar acordos com distribuidores em determinados mercados são alguns dos eixos da MAPFRE para crescer em 2017 e manter uma rentabilidade por dividendo de cerca de 5%, conforme anunciado pelo presidente da MAPFRE, Antonio Huertas, na Assembleia Geral de Acionistas 2017.

Avançou ainda que, em 2017, através de mais de 160 projetos que já estão em andamento, a MAPFRE intensificará o trabalho em soluções que permitam reforçar a transformação digital, ajudando a melhorar assim o resultado técnico e a fidelização dos clientes. “Sobre a base de um crescimento sustentável e rentável, estamos a estimular dentro da empresa uma transformação que nos posicionará na vanguarda quanto a aspetos tecnológicos, operacionais e de serviço”, apontou Antonio Huertas.

Neste sentido, anunciou que o negócio digital aumentou 23% em 2016, duplicando o objetivo previsto para esse exercício, e que o número de transações digitais nos principais mercados (Espanha, Brasil, Estados Unidos da América e México) cresceu 19%, frente a um objetivo do triénio 2016-2018 de 30%.

No contexto do avanço da digitalização, a VERTI começará a operar nos Estados Unidos da América no segundo semestre deste ano, tornando-se uma plataforma para acelerar a transformação digital da MAPFRE no país. Este ano completa-se também a reestruturação do negócio direto em Itália.

OBJETIVOS TRIÉNIO 2016-2018

O presidente reviu os objetivos do triénio 2016-2018 e afirmou que o crescimento da receita pode ser moderado pela estratégia, baseada no crescimento rentável como já ocorreu em 2016, e por menores rendimentos financeiros derivados das baixas taxas de juros. No entanto, os prémios continuarão a crescer ao ritmo previsto. Em relação ao objetivo de melhoria do ROE, estima-se que ultrapassará os 11% em 2018. A revalorização do dólar e do real brasileiro e as baixas taxas de juros na Europa tornam mais exigente o cumprimento do objetivo inicial.

Quanto ao objetivo de que em 2018 pelo menos 40% dos cargos de responsabilidade da MAPFRE sejam ocupados por mulheres, o presidente avançou que já foram atingidos 38%. Por outro lado, 1,4% do quadro mundial de funcionários da MAPFRE é formado por pessoas com alguma deficiência; assim, continua-se a avançar para atingir o objetivo de 2% em 2018.

Foi aprovado o balanço do ano de 2016 e o dividendo cobrado dos resultados do ano de 2016 que chega a 0,145 euros brutos por ação, dos quais 0,06 euros já foram pagos como dividendo a receber. A MAPFRE destinará 447 milhões de euros para pagamento aos seus acionistas, relativos aos resultados do exercício de 2016, 11,5% a mais que no ano anterior, e eleva o payout de 56,5% para 57,6% nos últimos doze meses.

Fonte: MAPFRE | Seguros