NOTÍCIAS

Cartão de refeição

Cartão de refeição

O pagamento do subsídio de refeição através cartões representa uma poupança anual de quase 60 euros por trabalhador em 2017 face ao pagamento do mesmo subsídio em dinheiro. Quem o diz é a Deloitte, a qual refere que o subsídio de refeição totaliza os 99,44 euros por mês e por trabalhador este ano se for pago em numerário, mas será de 159,06 euros se for pago em cartão de refeição, o que significa que há um ganho de 59,62 euros se se optar por esta segunda opção.

Em 2016, a opção pelo pagamento do subsídio de refeição em cartão ou vales era também fiscalmente mais vantajoso do que fazê-lo em dinheiro: se este subsídio fosse pago em dinheiro totalizava os 93,94 euros por mês e, se fosse pago em cartão, ascendia a 150,26 euros por mês, uma diferença de 56,32 euros.

Estas contas foram feitas apenas com base na atualização de janeiro, uma vez que o aumento do subsídio de refeição de agosto "não tem relevância fiscal", na medida em que não altera o valor do subsídio de refeição que não está sujeito a IRS, segundo o consultor Luís Leon explicou à Lusa.

Fonte: Cartão de refeição poupa 60 euros ao ano por trabalhador